#PH Poem a Day: dia 6

Olá,

Hoje estou muito contente comigo, pois consegui escrever um conto, ao invés de uma poesia \o/. Quer dizer, eu escrevi poesia também, kkkk, mas o texto oficial do projeto vai ser o conto.

O tema de hoje é: Azul. Foi meio difícil para mim, primeiro por que azul não é minha cor preferida, como para a maioria das pessoas e segundo, por que quando penso em azul, só consigo pensar no céu azul, e eu não queria falar sobre o céu de novo.

Pensei, rascunhei, pensei de novo. Até que me veio a ideia.

Num papel azul…

Numa noite meio fria, Marília sente que vai explodir, precisa se esvaziar ou não vai suportar. Enrolada no edredom, se levanta, pé ante pé, com cuidado para não acordar o Bento, seu amado. Vai até a mesa do computador, pensa em “matar” o tempo conferindo seu Facebook, mas sabe que é inútil, “não é disso que preciso”, pensa Marília. Vai até a cozinha e prepara um chá de maçã e canela, seu preferido, pega alguns cookies de chocolate e volta ao quarto.

Novamente diante do computador, Marília nota ele, bem ali, ao lado do mouse: um papel azul. Como não havia notado antes? Aquela cor se destacando em meio a tantos papéis em sua mesa. Aceitou o convite e escreveu ! Ah, como ela adora deslizar a caneta sobre o papel, é um prazer indescritível ! Naquele papel azul, a cor da tranquilidade é o que dizem, Marília deposita tudo que lhe pesa: a faculdade, que já no último ano lhe tira o sono, a discussão com o Bento na hora do jantar, a cobrança do chefe a respeito daquele projeto atrasado, a saudade da melhor amiga, que agora está distante…

Enquanto escreve, Marília quase flutua, tudo que lhe pesava, agora pesa aquele papel azul, aquele da tranquilidade, lembra?  Marília e o papel fizeram uma troca: ela, lhe deu sua carga que tanto pesava e ele, o papel azul, lhe deu a tranquilidade.

Agora, Marília se sente leve, tão leve quanto aquele papel era antes de receber toda aquela carga.

Ela guarda seu mais novo amigo na gaveta onde esconde seus segredos, retorna para a cama, abraça o seu amado e adormece. Pronto, Marília se esvaziou !

 

Espero que gostem, quero as opiniões de vocês !

Estou pensando em escrever, durante o projeto, um texto e um poema (vou roubar um pouquinho, kkk), mas apenas um será o texto oficial do projeto. Vocês querem que eu poste sempre os dois textos? Juntos ou em postagens separadas?

 

Beijos !

Anúncios

4 comentários sobre “#PH Poem a Day: dia 6

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s